É preciso não se esquecer de abrir a janela. O dia está bonito. Sua alma sabe que você precisa da luz do dia mais do que os seus móveis mofados. E que as cortinas já não suportam mais realizar o trabalho de esconder os raios que se intrometem em entrar no seu ser. É preciso não se esquecer de respirar fundo quando sair de casa. Olhar para o céu e agradecer pelo menos um pouco por estar vivendo nessa incrível e misteriosa aventura que é a vida. É preciso sorrir quando sorriem para você. Mesmo que você não esteja com aquele humor que te deixa saltitante e sem pensar em nada que possa sugar a sua felicidade. É preciso compreender. Entender que cada passo é um caminho já feito. E que a vida não é tão bonita quanto parece ser. É preciso entender que, vez ou outra, sua alma estará angustiada, sua mente estará esgotada e tudo o que você irá desejar é chorar. Mas a lágrima que você espera cair não cai. E a cama meio velha que você comprou há alguns anos atrás será o seu conforto. É preciso dar tempo. Dar tempo ao nada. Esperar. Recompor-se. A angústia é o suicídio da alma. O choro sem lágrimas é, indiscutivelmente, o suicídio da alma. É preciso acreditar, também, que a alma é eterna. E que suicídios acontecem no intervalo dos momentos bons. No intervalo das suas felicidades e do teu sorriso mais bonito. O suicídio é quando você chega em casa, no fim da noite, cansado do que você chama de vida, e se larga na cama. O suicídio é quando você quer chorar, mas não consegue. Esse é o momento em que sua alma está caindo do abismo dentro de você mesmo. E é preciso dar tempo. Dar tempo ao tempo. Dar tempo a você. E esperar. Porque é preciso não ter pressa e andar devagar. Sem topar. É preciso não se esquecer do que é bom. É preciso entender que coisas ruins acontecem todos os dias, mas as coisas boas são as que valem. Essas coisas, as boas, são as que estão no fim do abismo. São as que vão amparar sua alma quando ela estiver caindo. Por isso, é preciso não perder a fé. É preciso ter esperança. É preciso acreditar na faísca, porque quando a luz é acesa, não há nada que te faça esquecer-se disso. É preciso não esquecer que amanhã poderá ser pior do que hoje, mas quem disse que não poderá ser melhor?
—   Alberto Lima.



fotogr4fie disse:

Sou completamente apaixonada pelo seu tumblr. <3

Ah, muito obrigado meu bem! De coração. <3




reblog
poetal disse:

gosto tanto daqui, alberto. não sei o que me atrai mais: seus textos ou a pessoa que você é. você é incrível, de verdade. admiro pessoas assim!

Cara, muitíssimo obrigado! De verdade. Nem sei o que dizer quando recebo esses elogios; só tenho é que agradecer mesmo. 




P